Automation Hub
2022.10
falso
Imagem de fundo do banner
Guia do usuário do Automation Hub
Última atualização 19 de abril de 2024

Algoritmo de avaliação detalhada

O algoritmo de avaliação detalhada é implementado para auxiliar a decisão de implementação da ideia de automação. Os critérios a seguir podem ser selecionados como o principal fator a ser considerado ao automatizar o processo:

  • Custo
  • Qualidade
  • Produtividade

O fator primário selecionado para cada ideia de automação é integrado no Painel do Pipeline da Decisão e facilita a comparação entre ideias de automação com o mesmo fator primário.



Durante o processo de conclusão da avaliação detalhada, um algoritmo é executado silenciosamente para calcular as seguintes pontuações de saída:

  • Viabilidade — do tipo sim/não
  • Potencial Automação — expresso em % (de 0 a 100% — quanto maior, melhor)
  • Facilidade de implementação — expressa em % (de 0 a 100% — quanto maior, melhor)
  • KPIs de avaliação — valor calculado para o período de 1 ano, expresso como o número de horas ou valor na moeda selecionada.



Viabilidade

Essa saída pode determinar se a automação do processo/tarefa é alcançável para o período atual, avaliando a estabilidade do ambiente. Os dois fatores a seguir são considerados:

  • Estabilidade do Processo
  • Estabilidade dos Aplicativos

Potencial de Automação

Essa pontuação é uma medida da adequação para automação do processo/tarefa e, portanto, informa se um robô pode executá-la. Essa estimativa percentual é usada para determinar quanto do processo pode ser automatizado de maneira bem-sucedida. Os três fatores a seguir são considerados:

  • O grau de estruturação dos dados de entrada
  • Variabilidade do Processo
  • A entrada tem um alto nível de digitalização

Começamos assumindo que a maior parte do processo é 100% automatizável. Se todos os dados de entrada forem estruturados e digitalizados, e se houver apenas uma maneira para concluir o processo, então o processo é 100% automatizável. Se o potencial de automação de uma ideia for de 90%, isso indica que 90% do processo descrito pode ser automatizado.

Facilidade de Implementação

Essa pontuação é uma medida dos esforços de implementação que determina o grau de esforço necessário para automatizar o processo/tarefa de maneira bem-sucedida. Os seis fatores a seguir são considerados:

  • Estabilidade do Processo
  • Estabilidade dos Aplicativos
  • O grau de estruturação dos dados de entrada
  • Variabilidade do Processo
  • Duração do Processo
  • Número de Aplicativos usados

Os multiplicadores a seguir são usados:

  • Multiplicador OCR (para entradas escaneadas),
  • % dos Aplicativos acessados através de um cliente fino

A implementação é considerada:

  • Fácil, se o resultado estiver entre 65% e 100%
  • Moderada se o resultado estiver entre 35% e 65%
  • Difícil se o resultado estiver entre 0% e 35%

KPIs de Avaliação

Essa pontuação pode medir o tempo, expresso em horas, que poderia ser economizado como consequência da automação do processo/tarefa ou o valor, na moeda selecionada, que se estima economizar pelo negócio durante um período de 1 ano. Cada indicador é calculado com base nas fórmulas abaixo:

Benefício estimado por empresa (horas):

  • A porcentagem do potencial de automação multiplicada pelo valor de tempo total necessário para realizar o trabalho - Processo COMO ESTÁ (horas/ano)

O Tempo total necessário para realizar o trabalho — processo COMO ESTÁ (horas/ano) é a soma dos fatores abaixo:

  • Tempo mínimo para concluir o processo
  • Tempo de retrabalho devido a erros (expresso em horas)
  • Tempo de auditoria/revisão (expresso em horas)

Benefício estimado por empresa (moeda)

  • A porcentagem de potencial de automação multiplicada pelo custo anual do processo COMO ESTÁ

O custo anual para o processo COMO ESTÁ é o resultado da multiplicação dos fatores abaixo:

  • Custo Total Médio por Funcionário por Ano
  • FTEs necessários = Tempo total necessário para realizar o trabalho - Processo COMO ESTÁ (horas/ano) / (Média de dias de trabalho por ano) / (horas de trabalho por dia)

Benefício estimado por empresa (FTEs)

  • A porcentagem de potencial de automação multiplicada pelo valor de FTEs necessários.

Benefício estimado por funcionário (horas)

  • Benefício por empresa (horas economizadas por ano)/Número de funcionários

Benefício estimado por funcionário (FTEs)

  • Benefício por empresa (FTEs) / Número de funcionários

Benefício estimado por funcionário (moeda)

  • Benefício por empresa (moeda/ano) / Número de funcionários

Was this page helpful?

Obtenha a ajuda que você precisa
Aprendendo RPA - Cursos de automação
Fórum da comunidade da Uipath
Logotipo branco da Uipath
Confiança e segurança
© 2005-2024 UiPath. All rights reserved.